Dolce & Gabbana

Outono/Inverno 2012-13 – Deixando a D&G no passado distante, a dupla dinâmica esteve de corpo e alma em um desfile extravagante. Os candelabros enfeitados com guirlandas de rosa eram apenas a ponta do iceberg, já que cada peça parecia banhada do mais fino ouro. Foi um desfile histórico tanto no que diz respeito à beleza, quanto ao fato de que as roupas pareciam ter saído da elite do século XVIII, incluindo as estampas fine-art de querubins. A opulência das capas pretas, dos vestidos de veludo e casacos com bordados pesados eram extravagantes. Enfeites em ouro e joias foram colocados ao redor das cinturas, bolsos e golas e também nos casacos, vestidos, saias e tops. Quando não eram adornadas com ouro, as roupas eram envolvidas em camas de flores, já que os florais apareciam em delicadas rendas. Brincos de lustres, seda, ouro, veludo e renda só podiam significar uma coisa: extravagância, luxo e, certamente, encanto.

Zoe Garton

Written by Zoe Garton

Zoe Garton was one of the first contributors to the Catwalk Yourself project. She has a fervour for fashion and graduated with a BA (Hons) in History at University College London. Zoe is responsible for our Ready-to-Wear and Haute Couture sections.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>