Chanel

Primavera/Verão 2011 – Parecia um sonho: uma orquestra atrás de um jardim ornamental com uma fonte jorrando no centro. A grandiosidade da passarela adiantou o que vinha na coleção. As roupas passavam uma impressão de inacabadas, embora fosse evidente que tudo estava completo na coleção. Linhas desgrenhadas e distorcidas dominavam o visual. Fossem bainhas com franjas ou bordas costuradas por toda a roupa: o visual lembrava trapos. As jaquetas foram peças importantes: o foco predominante foi em blazers retrabalhados com lapelas marcantes e corte preciso. As saias tinham visual com penas, fluindo delicadamente pela passarela. Os vestidos também eram adornados com penas, que iam das mangas às bainhas. As tradicionais combinações de saia e blazer tornaram-se ternos sob medida. Tons elegantes de creme e cor-de-rosa suaves aparentavam chiques, apesar da aparência desleixada. As hot pants (calcinhas gigantes, inspiradas nas pin-ups) faziam par com botas de couro de caubói, e junto do couro amanteigado, havia um ar western. Estampas florais foram usadas ao largo, com chiffons leves que alardeavam feminilidade. Degradês com temas orientais também participaram do mix quando as grandes estampas de floral pululavam com fendas atarracadas. Esta foi uma coleção que teve de tudo.

Zoe Garton

Written by Zoe Garton

Zoe Garton was one of the first contributors to the Catwalk Yourself project. She has a fervour for fashion and graduated with a BA (Hons) in History at University College London. Zoe is responsible for our Ready-to-Wear and Haute Couture sections.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>