Jil Sander

Outono/Inverno 2012-13 - “Divina” seria a melhor palavra para descrever esta coleção, e outra bela palavra que combinasse com um desfile tão tranquilo. No meio da paleta negra, tão efervescente em Milão, Sander fez mais uma vez aquilo que faz de melhor: roupas divinas imbuídas de suavidade e feminilidade. O desfile poderia ser confundido com uma estação Primavera/Verão, por conta dos tons de nude, creme e rosa suave, que deram continuidade às cores da última estação. O visual desconstruído mostrou vestidos, macacões e combinações de top com saia com fragmentos de alfaiataria. Mangas de tricô foram anexadas ao chiffon nude, por sua vez, anexado a uma malha criando uma elegante desproporção. Calças compridas possuíam o cós na altura das costelas e foram combinadas com bustiês nude. Um novo modelo de casaco deu as caras, e foi o de Sander: peças em cashmere sem gola, fechados por apenas um botão no pescoço, tornando-se esvoaçado na altura dos tornozelos ou abaixo do joelho. Sanders criou uma coleção perfeita.

Zoe Garton

Written by Zoe Garton

Zoe Garton was one of the first contributors to the Catwalk Yourself project. She has a fervour for fashion and graduated with a BA (Hons) in History at University College London. Zoe is responsible for our Ready-to-Wear and Haute Couture sections.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>