Vivienne Westwood

Outono/Inverno 2011-12 – O desfile dramático de Vivienne Westwood abarcou o estilo de caos roqueiro que a estilista vem representando há tanto tempo. A passarela dourada brilhante pode ter simbolizado elegância, mas Westwood mostrou-se fiel as suas raízes quando a primeira modelo entrou usando maquiagem preta esfumada por todo o rosto, trazendo o clima grunge com o qual estávamos familiarizados. Ternos de tweed com padrões zigue-zague mostraram-se simbólicos das raízes de Westwood, bem como as proporções exageradas e a confusão das misturas de tecidos, que resultaram em uma variação de formas. O hábito brilhante, bordado em dourado, constrastava com o os vestidos azuis de tecidos vulgares, enquanto as saias listradas eram combinadas com jaquetas de lã de carneiro. A moda setentista, presente em toda a estação, esteve neste coleção também. Seus macacões estampadas em laranja e verde e os famosos vestidos em tafetá remeteram fortemente ao clima da década de 1970. E não seria um desfile de Vivienne Westwood se não aparecessem um par de calçados excêntricos: os sapatos de boneca (Mary Janes) de lantejoulas douradas usados com meias cor-de-vinho com estrias preencheram tal lacuna desta vez.

Zoe Garton

Written by Zoe Garton

Zoe Garton was one of the first contributors to the Catwalk Yourself project. She has a fervour for fashion and graduated with a BA (Hons) in History at University College London. Zoe is responsible for our Ready-to-Wear and Haute Couture sections.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>