Jean Paul Gaultier

Outono/Inverno 2011-12 – O mantra era “la bourgeoise sans age”, que se traduz por “a eterna dama burguesa” e Gaultier quis representar um estilo maduro e atemporal para sua coleção Outono/Inverno. As modelos usavam acessórios em tom de cinza nos cabelos, de maneira a representar a mulher envelhecendo, o que combinava com a maturidade das roupas. No entanto, ao longo do desfile, as modelos se despiram das jaquetas e as jogaram no público, evocando uma nota de humor. As peças principais, frequentemente vistas nas coleções de Gaultier, foram, como sempre, a pedida. As clássicas listras, jaquetas militares e os trench coats já tornaram-se peças atemporais – sendo extremamente pertinentes em uma coleção atemporal. A maturidade era transparente com os macacões de seda amplos, cobrindo a pele e saias embrulhando as calças pantalonas. As peças oversized apareceram o tempo todo com as jaquetas enormes e as saias A-line de couro que se penduravam nas modelos. Camisas de seda com laços e cardigãs em tons de ferrugem combinados com saltos baixos, enquanto colares de pérola e luvas pretas clássicas conseguiram representar muito bem a natureza burguesa da coleção.

Zoe Garton

Written by Zoe Garton

Zoe Garton was one of the first contributors to the Catwalk Yourself project. She has a fervour for fashion and graduated with a BA (Hons) in History at University College London. Zoe is responsible for our Ready-to-Wear and Haute Couture sections.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>