Christian Dior

Outono/Inverno 2011-12 - Na ausência de Galliano, restou à coleção defender-se. Em plena onda da cultura pop vampiresca, a coleção demonstrou alfaiataria dramática, de comprimentos longos e capas com capuzes. Texturas grossas, como ricos veludos em preto deram ao desfile uma aparência gótica, e assim também o fizeram os diversos tons de vinho, verde-oliva e marrom. Paletós bouclé foram intercalados com vestidos-casacos com franzidos de seda, enquanto a pele apareceu durante todo o espetáculo. Calçolas de seda com lacinhos em cada um dos lados dos quadris deram uma nota de vampira-sexy, bem como o chiffon combinado com a renda preta e nude, que apresentou algo de gótico, mas manteve a aura feminina. A coleção foi de mostrando mais leva e feminina com os tons de rosa e e as ondas de tule. Os vestidos de noite eram belamente construídos, com faixas justas no busto que se abriam em saias cheias em nude e cor-de-rosa. Os maxivestidos eram feitos de tule natural, que mantinha o efeito ondulado até a bainha. Foi uma coleção dramática, em uma noite dramática sem Galliano.

Zoe Garton

Written by Zoe Garton

Zoe Garton was one of the first contributors to the Catwalk Yourself project. She has a fervour for fashion and graduated with a BA (Hons) in History at University College London. Zoe is responsible for our Ready-to-Wear and Haute Couture sections.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>