Alexander McQueen

Outono/Inverno 2010-11 – É difícil colocar em palavras a absoluta importância da ocasião neste evento. O fato de tratar-se da apresentação da coleção final de Alexandre McQueen em Paris falou por si só. Sob toda esta melancolia, a apresentação perpetuou a habilidade magnífica que sempre adoramos. Cada peça de roupa era primorosa. Tendo como pano de fundo música clássica, as imagens pitorescas de Hieronymus Gosch, Botticelli e Hugo van der Goes foram estampadas digitalmente em corpetes de seda. Não se trataria de McQueen sem o extraordinário e houve diversos momentos de tirar o fôlego. Primeiramente, as cabeças enfaixadas, depois os moicanos de folhas ou penas e, por último, as ankle boots de pele de crocodilo amarradas sobre plataformas ornamentadas com floral dourado-metálico. Ironicamente, havia muita iconografia religiosa e, junto com a costura grandiosa, uma imagem poderosa foi apresentada. Anáguas de penas rígidas individualmente tingidas, túnicas douradas e saias de tule em camadas eram originais e enfeitadas. Foi uma coleção realmente incrível.

Zoe Garton

Written by Zoe Garton

Zoe Garton was one of the first contributors to the Catwalk Yourself project. She has a fervour for fashion and graduated with a BA (Hons) in History at University College London. Zoe is responsible for our Ready-to-Wear and Haute Couture sections.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>