Maison Martin Margiela

Primavera-Verão 2013

Margiela debutou na passarela de Alta-Costura mostrando o que sabe fazer de melhor: uma intrigante mistura de looks. A abertura, com uma jaqueta estruturada que se transformava em um vestido de bainha inacabada,  já apresentava ao público a assinatura da marca. Todas as modelos desfilaram com o rosto coberto e botas no estilo plataforma pintadas de branco, com aspecto meio detonado. Longos vestidos enfeitados com motivos florais e cobertos com camadas de chifon preto e peças em veludo vermelho adornadas com um intricado trabalho em bordado – em referência ao estilo ‘melindrosa’ da década de 1920 – também tiveram destaque na coleção. O desfile encerrou com extravagantes vestidos tomara-que-caia brilhosos, que, olhando de longe,  mais pareciam joias. Mas, de perto, lembravam algo como um embrulho de chocolate amassado. Uma maravilhosa estreia: Margiela manteve-se fiel a sua inimitável estética e ao mesmo tempo brindou o público com um incrível trabalho artesanal.

camilla

Written by Camilla Harrison

Camilla is currently in her final year studying BA Fashion History and Theory at Central St Martins and is a freelance writer for a range of publications and websites, writing fashion, arts and culture. In the last year, Camilla has been archiving the garments and history of Margaret Howell.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>