Christian Dior

Outono/Inverno 2011-12 - Foi como se um pacote de doces tivesse sido jogado sobre a passarela nesta coleção. Tons pastéis fizeram desta uma coleção colorida, com rosa bebê, azul claro e amarelo preenchendo a passarela. Bill Gaytten causou uma impressão, não tendo surpreendido desde que foi nomeado sucessor de John Galliano na marca. As bordas afiadas e as estampas gráficas eram a pedida do dia. A diretora da Vogue, Lucinda Chambers, explicou: “eram cortes e camadas, como no interior de uma concha”. Pregas arco-íris deram corpo aos tops e saias e a estampa preta e branca craquelada também dominou a coleção. A mistura de tecidos criou uma coleção exibida, o que alguns podem considerar invasivo frente à costura delicada de Galliano. Embora estivessem presentes enormes vestidos de baile e com corpetes, foi uma nova era para a casa Dior. Divertida, vibrante e autêntica, a coleção criada por Gaytten deu um tom diferente à estação.

Zoe Garton

Written by Zoe Garton

Zoe Garton was one of the first contributors to the Catwalk Yourself project. She has a fervour for fashion and graduated with a BA (Hons) in History at University College London. Zoe is responsible for our Ready-to-Wear and Haute Couture sections.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>